quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Os filhos de Deus


Vede quão grande caridade nos tem concedido o Pai: que fossemos chamados filhos de Deus. Por isso, o mundo não nos conhece, porque não conhece a ele. 
  Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifesto o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos.
  E qualquer que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro.
  Qualquer que comete o pecado também comete iniquidade, porque o pecado é iniquidade.
  E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados; e nele não há pecado.
  Qualquer que permanece nele não peca; qualquer que peca não o viu nem o conheceu.
  Filhinhos, ninguém vos engane. Quem pratica justiça é justo, assim como ele é justo.
  Quem comete o pecado é do diabo, porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo.
  Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus.
                         1 João 3. 1, 9

Nenhum comentário:

Postar um comentário